Remisson Aniceto

Classificado


Contrata-se um assassino, um matador de aluguel
que tenha na profissão bastante experiência.
Deve ser frio, calculista, insensível e cruel.
Exige-se carta de referência.

Quem o trabalho puder assumir,
favor encontrar-me na mais triste praça.
Direi que a vítima não vai reagir,
que é homem semimorto, descartável e sem graça.

Mas que seja certeiro o tiro ou o golpe do punhal:
não quero que o ferido se arrependa.
Melhor no coração, pra ser fatal.

Depois, já não haverá dor ou ferida.
E que o contratado não se surpreenda
ao saber que o pagamento é a minha vida.
 
 
 

 

All rights belong to its author. It was published on e-Stories.org by demand of Remisson Aniceto.
Published on e-Stories.org on 08/11/2008.

 

Comments of our readers (0)


Your opinion:

Our authors and e-Stories.org would like to hear your opinion! But you should comment the Poem/Story and not insult our authors personally!

Please choose

Previous title Next title

Does this Poem/Story violate the law or the e-Stories.org submission rules?
Please let us know!

Author: Changes could be made in our members-area!

More from category"Loneliness" (Poems)

Other works from Remisson Aniceto

Did you like it?
Please have a look at:

Transição - Remisson Aniceto (General)
Fin d´Octobre à Avignon - Rainer Tiemann (Loneliness)
A new day - Adalbert Nagele (Everyday Life)