Marta Sofia

Amor Sensível

De uma falta de amor profunda
numa terra no fundo do oceano fundada
onde a luz não chega
num coração com dor
nasce um amor
já de si confuso,
frágil, sensivel, sedento...
Como uma erva a sobressair
sobre um chão de betão de um edificio
tão pouco desejada e tão pouco notada.
Se ninguém a destruir
poderá a vir a ter flor
mas não poderá ter frutos
porque os muros de betão cheios de ódio
nunca a deixaram...
Mas não adianta negar
ela existe, vive sedenta
de carinho e água
a pergunta que se faz sem nunca saber a resposta é:
como neum sitio sem luz
sem amor,
com ódio em redor,
pode nascer um amor tão puro e sensível?

 

All rights belong to its author. It was published on e-Stories.org by demand of Marta Sofia.
Published on e-Stories.org on 09/18/2006.

 

Comments of our readers (0)


Your opinion:

Our authors and e-Stories.org would like to hear your opinion! But you should comment the Poem/Story and not insult our authors personally!

Please choose

Previous title Next title

Does this Poem/Story violate the law or the e-Stories.org submission rules?
Please let us know!

Author: Changes could be made in our members-area!

More from category"Emotions" (Poems)

Other works from Marta Sofia

Did you like it?
Please have a look at:

esperanças.... - Marta Sofia (Life)
that life is such a maze ... - Inge Hoppe-Grabinger (Emotions)
Being interested - Inge Hoppe-Grabinger (Life)